The True Cost (2015)

the true cost

Domingão, véspera de feriado. Eu deveria passar um dica de um filme leve pra vocês assistirem, e pensando melhor talvez eu realmente devesse fazer isso rsrsrs, mas resolvi passar uma dica de um documentário que saiu esse ano e que me pareceu muito interessante. Esse documentário fala sobre a indústria têxtil e seus impactos ambientais e sociais na contemporaneidade. Achei interessante porque quando compramos uma roupa, pensamos muito no preço, mas pouco em seu processo produtivo e toda a cadeia que envolve a fabricação de uma roupa até o seu descarte. É lógico que esse documentário critica fortemente a forma de consumo dos norte-americanos já que lá as roupas chegam com um preço muito muito barato e ninguém nem pensa como aquele produto pode ser tão barato, muitas vezes comprando roupas atrás de roupas, uma para cada festa, uma para cada final de semana, no final descartando peças sem nunca ter usado afinal, são tão baratas que você pode logo mais comprar outra. Aqui no Brasil é ainda pior quando pagamos um preço absurdo por roupas de marcas importadas que são completamente descartáveis e que se utilizam desse vil processo de produção, ingênuos (para não dizer outra coisa) de pensar que por ser importada tem uma qualidade melhor ou um processo produtivo mais justo. De qualquer forma, aqui também temos esse mesmo processo para as que são baratas, e assim o é em todos os lugares baseados em uma economia que valoriza bens materiais acima de qualquer outra coisa, ou seja, isso ocorre em escala global, não é um “privilégio” dos Estados Unidos. Devemos repensar o sistema independente do país em que vivemos, por isso acho esse documentário muito interessante. Querendo ou não estamos vivendo um mundo globalizado em que  o que acontece de um lado do globo afeta diretamente o outro. O problema é que como muitas pessoas não sentem diretamente o impacto (ainda), parece que não há nada de errado, mas precisamos começar a nos informar mais sobre as consequências de cada uma das escolhas que fazemos e expandir nossas mentes para tomar decisões com mais consciência.

Falei falei falei e não falei o nome do documentário, né ? Se chama “THE TRUE COST” e está disponível no Netflix, então não há desculpa para não assisti-lo. Este documentário foi lançado este ano (2015) e está avaliado no IMDB com a nota 7,5. Acho que poderia ter uma nota mais alta mas como toca na ferida de muita gente, aí já viu. E… li algumas críticas falando que o documentário não propõe uma solução, mas eu acho que a “solução” é essa maior conscientização sobre a forma que vivemos nossas vidas hoje. Enfim, a hora que vocês assistirem vão entender.

“The True Cost” começa nos contando sobre a mudança na indústria da moda, uma mudança feita para atender interesses comerciais apenas. O preço caiu e o modo de produção  mudou completamente com o invento da “moda rápida”, ou seja, trocam-se de produtos todas as semanas. Acontece também que cada vez mais as pessoas estão dando valor a bens materiais. Dinheiro, imagem e status se tornaram mais importantes e quanto mais ligados estamos nesses valores materiais, maiores são os problemas psicológicos. Não precisa de muito para ver o quanto as pessoas estão ligadas nas aparências e nas posses materiais mais do que em qualquer outro valor, basta umas poucas roladas de barra nas redes sociais. Nos acostumamos a resolver os problemas de nossas vidas com o consumo, achamos que merecemos comprar qualquer coisa devido a vida difícil que levamos e não consideramos em nenhum momento como aquele produto chega às lojas e o que é feito com ele quando já não serve mais. É como se o consumo funcionasse como uma forma de consolo pelas coisas que não conseguimos e que se tornaram muito caras como moradia, estudos, alimentação saudável e etc.

the true cost2

O documentário mostra o processo de produção têxtil nos países subdesenvolvidos, lar das maiores empresas do mercado da moda rápida, e a forma como essas pessoas são tratadas. Há a desculpa de que as fábricas têxteis são uma boa opção para essas pessoas que não tem alternativas, afinal poderiam estar em um trabalho ainda pior. Que superioridade, não ? Não é possível que as pessoas que falam isso realmente acreditem nisso e se acreditam, a coisa é ainda pior. Estamos ignorando completamente as vidas das outras pessoas e nos tornando cada vez mais egoístas, individualistas e nos orgulhando disso. Não existe mais respeito pela vida do outro. Há uma falha imensa em não perceber que isso é insustentável, que eventualmente vai destruir com tudo e que pode ser mais rápido do que imaginamos. Estamos indo em direção ao colapso e ninguém parece se importar. O documentário aponta que existem algumas pessoas tentando lutar contra isso, como Livia Firth diretora da Eco Age, que aparece neste documentário fazendo críticas a este cenário atual, além de outras empresas como a People Tree que oferece um conceito diferenciado no processo produtivo de roupas. O apelo que “The True Cost” faz é sobre como tudo gira em torno do lucro, e isso tem sido tão valorizado que não se pára para pensar qual o verdadeiro custo de tudo isso. Lucro em detrimento de saúde. Lucro em detrimento de respeito a vida. Lucro em detrimento de justiça e igualdade.

É mencionado também sobre a mudança na cadeia como um todo, desde as fazendas de algodão que viraram “fábricas” de algodão já que não se produz da mesma forma que antes, tomando-se os devidos cuidados com a natureza e esperando os ciclos, pois a demanda por produtos têxteis aumentou e por conseguinte a demanda por algodão, portanto há um grande impacto da tecnologia e dos produtos químicos na agricultura para atender às demandas da moda rápida. Além dos impactos sociais, temos um grande impacto ambiental devido a economia materialista em que vivemos e isso é válido para todos os setores. Há uma parte do documentário muito interessante em que um dos entrevistados diz que sempre escuta de colegas coisas do tipo: “mas se nos tornássemos menos materialistas, nossa economia ia entrar em colapso”. E ele responde que sim, pois é nisso que nossa economia se baseia hoje, é baseada neste valor, mas que isso custa um preço altíssimo. Então, será que está correto deixar as coisas do jeito que estão pelo bem da economia ou na verdade temos que questionar se esse é o tipo de economia que nos faz bem e que continuará nos fazendo bem, e ao meio ambiente, pelos anos por vir?

Para quem não puder assistir ao documentário já, eu vou colocar um vídeo do youtube que achei muito interessante sobre “A História das Coisas”. Tem apenas 20 minutos e já é de grande ajuda. Mas quando tiverem tempo, vale a pena dar uma conferida em “The True Cost”. Depois me digam o que acharam! 🙂

Ah, alias.. esqueci de comentar que aqui no Brasil várias empresas já foram autuadas por procedimentos análogos a escravidão. A principal mão-de-obra escrava que temos é a de bolivianos. Ganham cerca de R$00,20 por peça de roupa. Tenho referências de documentários se interessar!

Site do Documentário: http://truecostmovie.com/

Trailer do Documentário:

Vídeo: Story of Stuff

Anúncios

Sobre temqueassistir
Beatriz Marques Fabri, 26 anos. Louca por filmes e TV Resolvi que deveria começar a escrever um blog para trocar idéias com as pessoas sobre filmes e seriados interessantes, dar algumas dicas e conversar sobre isso que é definitivamente o assunto que eu mais amo na vida !!! https://temqueassistir.com/

2 Responses to The True Cost (2015)

  1. Marly Marques says:

    Vou assistir com certeza. Bela dica. É importante realmente pensar como chegam às coisas que consumimos desde alimentação, brinquedos, vestuários… Acabamos por nos acomodar e não questionamos a que preço temos todas essas regalias à mão. Vou assistir 😉

    • E aí, já assistiu?? hhehhehe
      É importantíssimo nos questionarmos sobre esse consumismo desenfreado, e na indústria da moda o negócio degringolou de vez! Espero que goste!! 🙂
      Beijos!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Melo e Mulkey

Melo e Mulkey

Achados & Escritos

The place where eagles dare

Stewartry

Book reviews and general nonsense

Séries Em Foco | Opinião é Tudo

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

asaventurasdeulisses

O lugar onde Demódoco canta, dança e sapateia

RYOT GOMBA

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

RYOT

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

The Geek Anthropologist

An anthropological approach to all things geek

Crítica (non)sense da 7Arte

Blog com críticas de cinema

Clube de Cinema

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

* Blog Elaine Gaspareto *

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

LoGGado - Séries de TV, Cinema e muito mais!

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

SpinOff.com.br

Blog e podcast sobre o mundo da TV e entretenimento. Notícias, reviews e cobertura de premiações. Tudo com muita informação e bom humor!

Ryot IRAS

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

%d blogueiros gostam disto: