Fonte da Vida – The Fountain (2006)

E ai pessoal ? Como foram de final de semana? Eu estou desde domingo tentando digerir o último filme que assisti para comentar aqui para vocês, por isso estive ausente esses dias, sorry !!! É que como é um filme com muitos detalhes eu achei melhor pensar bem no que eu ia falar =)

the-fountain

Escolhi comentar sobre o filme “Fonte da Vida” do diretor Darren Aronofsky. Aparentemente ele é um diretor “novo” mas que tem mostrado filme após filme um excelentíssimo trabalho. Bom, vocês me conhecem, eu amo os tais “filmes doidos” como eu gosto de chamar e esse cara é definitivamente um diretor doido, e é completamente diferente dos meus outros três doidos queridos (Tim Burton, Tarantino e Spike Jonze) pois seus filmes tem sempre uma pitada de loucura e são um pouco sombrios e não é um “sombrio leve” como os do Tim Burton não, é mais pesado.

Para quem não sabe ele dirigiu o filme “Cisne Negro” estrelado pela belíssima Natalie Portman que ganhou o Oscar de melhor atriz por esse filme em 2011. Me lembro até hoje como me senti quando sai do cinema: mal, “deprê”, sem energia. Meu, de boa, se o cara consegue fazer você se sentir assim com o filme, AAAcho que ele conseguiu atingir o objetivo dele como diretor de drama. Era como se eu tivesse vivido aquela história, a coisa mais linda!! Senti o mesmo com “Réquiem para um Sonho”, acho que um padrão dele fazer as pessoas se sentirem mal. Aronofsky foi indicado como melhor diretor por Cisne Negro mas acho que a academia ainda não está preparada para ele. Espero novos grandes filmes dessa mente brilhante.

Chega de lero-lero né. Vamos ao filme então.

the-fountain-23

Diferente de “Cisne Negro” e de “Réquiem para um Sonho”, “Fonte da Vida” conta uma história de amor. Lógico que o filme tem uma loucura embutida, mas basicamente é uma linda história de amor, morte e desapego. Não tem muito como dar uma sinopse desse filme, só assistindo para entender, mas o IMDB escreveu o seguinte : ” Abrangendo 3 histórias paralelas em um milênio, “A Fonte da Vida” é uma história de amor, morte, espiritualidade, e fragilidade da existência nesse mundo”. Ótimo né ? Vocês continuaram sem entender nada sobre o filme, certeza…. é, o jeito é assistir.

Neste filme há três histórias diferentes, uma se passa com o personagem Tomás, o conquistador no séc XVI na Espanha e ele tem como missão salvar a rainha da inquisição. A rainha dá a ele um anel dizendo que quando ele completasse sua missão, encontrar a árvore da vida, símbolo da vida eterna, ele poderia colocar o anel e eles ficariam juntos para sempre. A segunda história conta a vida de Tom Creo, um médico lutando para descobrir a cura do câncer e salvar sua mulher (Izzy) que tem um tumor na cabeça. Essa história se passa no tempo presente e ele perde a aliança de casamento. A terceira história mostra Tommy, dentro de uma bolha flutuando no espaço junto a uma árvore. Nesta história ele tatua no seu dedo o anel de casamento e tem visões sobre a Izzy dos tempos atuais. Eu li em vários sites que falam sobre esse filme que essa história se passa 500 anos no futuro e que ele é um viajante espacial, um astronauta.

The-Fountain-hugh

Agora eu vi que no trailer mostra que essa terceira história é em 2500 d.C. mas eu não lembro de ter visto menção sobre esse tempo futuro no filme, tentei ver se encontrava de novo essa data e nada. Não sei se eu fui muito distraída ao assistir o filme mas enfim… para mim, essa parte da história se passa fora de qualquer “tempo”, eu acho que essa parte vai além do nosso entendimento de vida e tempo, seria algo espiritual ou um outro plano. Bom, sei lá, é só a minha opinião também, é que não parece ser algo futurístico rsrsrs. Não posso dar muitos detalhes senão vou dar spoiler né? Temos que conversar pelos comentários depois, eim ? Os dois personagens principais das três histórias são interpretados por Hugh Jackman e Rachel Weisz. E há quem diga que eles são exatamente a mesma pessoa nos três diferentes tempos ao mesmo tempo, e não que são três vidas ou três encarnações diferentes, mas que tudo ocorre ao mesmo tempo e que é isso que o anel significa, uma vida cíclica e é dessa forma também que as histórias são contadas, uma história “entra” na outra e assim é a narrativa do filme, NADA linear, coisa que eu adoro !!

The-Fountain-107

Como sempre, Aronofsky utiliza muito bem as músicas e sons (mas ainda acho que o “Réquiem para um Sonho” e “Pi” abusam muito mais desses detalhes sonoros que “Fonte da Vida” e “Cisne Negro”), isso é algo muito marcante em seus filmes. E outra coisa que eu amei era o close que ele da nos rostos do Hugh Jackman e da Rachel Weisz, parece que você sente junto com eles tudo que eles estão sentindo. E nossa, vou falar pra você que eu me surpreendi com o Hugh Jackman. Tá certo que a gente já sabe que ele é lindo (rsrs), e que ele é um ótimo ator, mas é que eu nunca tinha visto ele fazer um papel tão profundo (na verdade só vi o Wolverine em X-men e etc). Tem uma cena dele com ela em uma banheira, a câmera foca tão próximo do rosto e dos olhos dele, parece que transmite realmente toda a emoção, os olhos dele brilham e ele olha pra ela ao mesmo tempo com um olhar de amor e de desespero por saber que poderá perde-la. Ele faz cenas mostrando muita raiva, mas uma raiva de dor, não raiva como o Wolverine, cenas em que ele tem um olhar de derrotado, destruído, e cenas de amor, carinho e devoção. Nossa, ele atua tão bem, mas tão bem. Fiquei realmente impressionada. E ela também né ? Como ela é linda e meiga e delicada, adoro ela como atriz, é uma das minhas preferidas sem sombra de dúvida. Maravilhosa!

the-fountain-rachel

A ideia central do filme que eu achei maravilhosa e que na nossa cultura ainda é de muito difícil aceitação, é a ideia de que a morte não é o fim, e sim transformação e renascimento. “Morte como um ato de criação”, é disso que o filme fala. O filme pega a ideia da lenda Maia de criação do mundo, que diz que o mundo dos mortos para os Maias (Xibalba ou Shibalba) que é onde as almas mortas vão para renascer fica localizado em uma nebulosa (que envolve uma estrela que está morrendo) e quando a estrela finalmente morre, ela dá origem a várias outras estrelas : Morte como ato de criação;  Novas vidas surgindo da morte; transformação. Lindo ! Achei o filme maravilhoso e sei que tem gente que vai odiar rsrsrs. Tem muito detalhe, para pegar tudo tem que assistir com certeza mais que uma vez e conversar com outras pessoas porque ele é muito subjetivo. Tem mais coisas que eu gostaria de falar mas não posso senão vou estragar o filme para vocês. XD

Curiosidade: Eu li na Wikipédia (deixei o link da matéria. Eu sei que não é uma boa fonte, mas… fica por conta de vocês procurar saber se é verdade ou não, rs) que o Hugh Jackman praticou Tai Chi por 7 meses para fazer uma cena de 30 segundos (seria ótimo saber que foi ele mesmo pois é muito legal ver esse tipo de empenho em um ator e como a cena mostra só uma sombra poderiam substituir ele muito facilmente), e também praticou Yoga por mais de um ano para fazer a posição da flor de lótus.  :))

Vale a pena assistir !! Se você é que nem eu e adora filmes doidos e viajados, você Tem Que Assistir “Fonte da Vida”. Dica boa!!

The-Fountain

Diretor: Darren Aronofsky

Elenco: Hugh Jackman, Rachel Weisz, Ellen Burstyn

Metascore : 51 (baixo eim)

IMDB: 7,4 (bom até)

Outros filmes que eu indico com Rachel Weisz, Hugh Jackman ou dirigidos por Aronofsky: “O Jardineiro Fiel”, “X-Men 1, 2 e 3”, “Pi” (se alguém entender me explica por favor), “Cisne Negro”, “Réquiem para um Sonho”,

Anúncios

Sobre Bea
Beatriz Marques Fabri, 26 anos. Louca por filmes e TV Resolvi que deveria começar a escrever um blog para trocar idéias com as pessoas sobre filmes e seriados interessantes, dar algumas dicas e conversar sobre isso que é definitivamente o assunto que eu mais amo na vida !!! https://temqueassistir.com/

4 Responses to Fonte da Vida – The Fountain (2006)

  1. Marly Marques says:

    Hum!!!! Fiquei intrigada. Tempos que se misturam, vidas que se cruzam, cultura oriental, renascimento, etc, etc,… muito interessante. Boa dica para o final de semana 🙂

  2. Bia Fabri says:

    Tenho certeza que você vai adorar, tem que viajar bastante para chegar a uma conclusão ! Coisa de “loko” !!!! ehehheheh =)

  3. Marly Marques says:

    Acabei de assistir esse lindo filme. Uma história, ou várias histórias, com um único objetivo. Estou doida pra falar sobre mas, tenho medo de acabar falando demais. Fiquei emocionada com essa história que é muito mais do que uma simples história de amor. É uma busca quase que solitária do conquistador, do cientista, do astronauta, ou solitária, por abordar uma única questão: a morte ou se preferir… a vida. A união do Yin e Yang, até chegar à iluminação.
    Vida é Amor e Morte, Renascimento.
    Nota 10
    Amei e assistiria novamente porque além do filme ser ótimo, existem cenas lindíssimas. O Tai-Chi-Chuan é uma delas.
    Valeu a dica. Bri-ga-dúuuuuuu

    • Bia Fabri says:

      Eu tinha certeza que você iria amar esse filme!!! Adoro filmes viajados que nos faz pensar durante dias… já faz uma semana que o assisti e não tiro esse filme da minha cabeça, muuuuito bom!!!! =D
      Valeu pelo comentário depois precisamos falar mais sobre o filme pessoalmente !!
      Bjooo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Hello, Professional Girl!

Personal and Professional Development for Millennials

The Lily Cafe

Where a bookish mom in SoCal writes

Inspiration: IRIS

motherhood, minimalism, music, movies and iris

Blog Dipano

Conheça um mundo melhor!

Melo e Mulkey

Melo e Mulkey

Achados & Escritos

The place where eagles dare

Stewartry

Book reviews and general nonsense

Séries Em Foco | Opinião é Tudo

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

asaventurasdeulisses

O lugar onde Demódoco canta, dança e sapateia

RYOT GOMBA

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

RYOT

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

The Geek Anthropologist

An anthropological approach to all things geek

Crítica (non)sense da 7Arte

Blog com críticas de cinema

Clube de Cinema

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

* Blog Elaine Gaspareto *

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

LoGGado - Séries de TV, Cinema e muito mais!

Dicas, dicas e mais dicas! Cinema, TV e Cultura!

%d blogueiros gostam disto: